Após operação do MP, OAB se manifesta: “Não compactua com qualquer ação ilícita”

A Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte (OAB/RN) emitiu uma nota para informar que foi comunicada e acompanhou a operação “Carteiras”, deflagrada na madrugada desta sexta-feira (8) pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte, que culminou com a detenção de três advogados suspeitos de envolvimento com facções criminosas.

A Seccional Potiguar acompanha os desdobramentos da operação do Ministério Público para salvaguardar e garantir que as prerrogativas dos advogados sejam respeitadas. Porém, as questões de mérito serão feitas pelas defesas constituídas.

A Ordem garantiu que “não compactua com qualquer ação ilícita praticada por quem está nos quadros de inscritos”. As denúncias serão apuradas com rigor pelo Tribunal de Ética e Disciplina, assim como determina o Estatuto da Advocacia.