BOLSONARO, FÁTIMA E ÁLVARO DIAS NA MIRA DE PROTESTO: Servidores da saúde realizam paralisação de 24h nesta quarta-feira

Os servidores da saúde do estado e do município de Natal vão paralisar suas atividades nesta quarta-feira (18). “A data faz parte do Dia Nacional de Luta e Paralisações dos serviços públicos contra a reforma Administrativa (PEC 32) do Governo Bolsonaro”, informa o texto da Assessoria de Comunicação do Sindsaúde RN.

Segundo o Sindsaúde-RN, a paralisação de 24h foi aprovada em duas assembleias presenciais da categoria realizadas na semana passada. Os servidores do Estado deliberaram um ato público em frente à Sesap, às 9h e os servidores de Natal vão protestar em frente à prefeitura, às 8h. À tarde, o funcionalismo público do RN realizará um ato unificado em frente ao INSS, com concentração às 13h.

Devido a paralisação, serão reduzidos os contingentes nos setores para efetiva participação nas atividades ao longo do dia , portanto, as unidades vão manter o percentual de 30% dos servidores em escala, para garantir o atendimento às urgências e emergências conforme a lei nº 7.783 de 28 de junho de 1989.

O texto ainda destaca que além da pauta nacional, a categoria também reivindica que o governo Fátima Bezerra atualize o Plano de Cargos e receba a categoria, que enfrenta 12 anos sem reajuste salarial. Já a saúde de Natal irá entregar a pauta de reivindicações à gestão do prefeito Álvaro Dias, que se recusa a receber os servidores.

“Vamos construir a paralisação do dia 18 de agosto e vamos dar um recado forte ao prefeito Álvaro Dias, que esse ano vai ter muita luta dos servidores públicos do município de Natal. Dá o recado para a governadora Fátima que respeite os trabalhadores do Estado e dá um recado bem alto ao governo Bolsonaro: Não vamos aceitar a PEC 32, não vamos aceitar a reforma administrativa, não vamos aceitar a destruição do serviço público”, enfatiza Flávio Gomes, diretor do Sindsaúde/RN.