Bolsonaro não pode ser cassado por disparos no WhatsApp, diz MPE

2

O pedido do PT para cassar o mandato de Jair Bolsonaro, baseado na reportagem da Folha de S. Paulo sobre os disparos em massa no WhatsApp, é improcedente, segundo o Ministério Público Eleitoral.

Em parecer, o vice-procurador-geral eleitoral, Humberto Jacques de Medeiros disse que a denúncia “é formada basicamente por matérias jornalísticas, que veiculam pretensas irregularidades e suas repercussões”. Ele disse também que, “pelo conjunto probatório produzido nos autos, entendem-se não comprovadas as ilicitudes”.

O caso, agora, tem de ser julgado pelo TSE, mas é claro que não vai dar em nada.

A Pointe Celular dispõe de um técnico especializado e certificado com selo ASTEC-RN, capacitado para sempre solucionar todos os problemas dos nossos clientes!
Entre em contato: (84) 9.8146-4720