Bruno Henrique já foi recusado por quase 20 clubes, inclusive pelo América de Natal, diz site

80

Uma das maiores histórias de superação no futebol é de Cafu, reprovado em nove peneiras e, anos depois, capitão da seleção brasileira campeã mundial. O atacante Bruno Henrique, do Flamengo, está só começando sua trajetória na seleção, mas ganhou com folga de Cafu no quesito “portas fechadas”. As informações são do Yahoo Esportes.

O melhor jogador da atualidade no futebol brasileiro já foi rejeitado por quase 20 times no início da carreira. E os vetos não se restringiram a clubes grandes. Pelo contrário. Seu empresário, Denis Ricardo, evitava pedir emprego nos times mais ricos de São Paulo e Rio de Janeiro.

Ainda assim, Bruno Henrique acabou escutando “não” de Santos, Botafogo, Atlético-MG, Ponte Preta, Guarani, São Caetano, América-MG, Santa Cruz, CRB, CSA, Vitória, Bahia, Sport, Náutico, América-RN… “Tentei colocá-lo até no Sporting Cristal, do Peru, onde eu já havia jogado. Mas também não consegui”, relembra Denis, que começou agenciar a carreira do atacante em 2011.