Damares defende direito à greve para que PMs possam pedir melhores salários

De Genebra, na Suíça, onde participa da 43ª sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, a Ministra Damares Alves (Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) defendeu o direito à greve de todas as categorias de trabalhadores. A declaração da ministra foi registrada pelo jornalista Jamil Chade, do UOL.

“Todo mundo tem direito à greve. As categorias têm direito à greve”, disse. “O que eu percebi é que os policiais no Ceará estão no limite”, afirmou Damares. “Nós temos leis que regulam a greve no Brasil. Agora, as pessoas questionam, mas as forças de segurança têm direito à greve? Direito à greve é direito à greve”, reafirmou Damares.

A greve de forças policiais é proibida pela Constituição da República. Em 2017, o entendimento de que órgãos de segurança não têm direito à greve foi reforçado por decisão do Supremo Tribunal Federal.