‘É Fátima na cabeça’: Delegada confirma autenticidade de áudio em que líder do ‘Sindicato do RN’ orienta demais bandidos a votarem em Fátima e causa reviravolta

1013

A secretária de Segurança Pública do RN, delegada Sheila Freitas, deu uma guinada de 180º graus no controverso episódio do áudio em que um dos líderes da facção criminosa ‘Sindicato do RN’ pede votos para a campanha de Fátima Bezerra, insinuando que sua política carcerária seria menos nociva para os bandidos do que a atual em vigor.

O caso começou no início da semana, quando o áudio atribuido a Marcelo Henrique da Silva Oliveira, conhecido como “Colorau”, caiu na rede. Nele, o criminoso preso no sistema prisional de Pernambuco e com mais de 77 anos de prisão em condenações, orienta seus subalternos a votar em Fátima para o governo, Vivaldo Costa para deputado estadual, Dr. Isabel para federal e Fátima para o governo.

Na quarta, em entrevista ao RNTV, o governador Robinson Faria, tirou o episódio do campo das fake news, como vinha sendo reputado até então, e jogou para o público ao dar ciência a todos do que circulava na internet. Fátima reagiu, anunciou processo e lamentou o que classificou de uso de mentiras na campanha.

Um dia antes, procurada pelo blog, a campanha de Fátima comunicou que processaria quem publicasse o caso já que o assunto se tratava de fake news.

O assunto estava encerrado, até que a secretária de Segurança, Sheila Freitas, em entrevista à 95 FM na noite dessa quinta-feira, adicionou novo episódio ao caso.

“Tão logo tomei conhecimento, entrei em contato com o Ministério Público e encaminhei a Cibele Benevides, do MP Eleitoral, porque esta pessoa que está descrita nesse áudio é um preso muito conhecido. Já o prendi diversas vezes. Eu reconheci a voz dele, reconheço a voz dele naquele áudio. Se o áudio é verdadeiro ou não tem que ser investigado. Ele está preso. Gravem um áudio e comparem. Pra mim, aquela voz é de Colorau. Para quem conhece, para os agentes e policiais que trabalharam e conhecem o Colorau e ouviu aquela voz, reconhece como a voz dele”, disse a delegada.

Áudio

Colorau foi transferido para o RN na terça (11)

O polêmico áudio foi gravado de dentro de uma unidade prisional de Pernambuco. Conforme a reportagem levantou no sistema judiciário de lá, o juiz de execução penal responsável pela tutela de Colorau requereu ao órgão penitenciário daquele Estado informações sobre a transferência do preso para outra unidade.

Nesta sexta-feira, o BlogdoBG confirmou que Colorau voltou ao sistema prisional do RN. Ele chegou à penitenciária Rogerio Coutinho no dia 11 de setembro. Na unidade, onde presos não têm acesso a telefones, o áudio que ele gravou ganha sentido.

“Meus irmão, vamos lá meus irmãos! Dá uma oportunidade a esse povo aí pra ver se muda nossa situação aí, dos nossos irmãos lá. Dos demais… que tenham um pouco de piedade aí no nosso sofrimento.. na nossa população. Vamo mudar esse governo seboso, imundo que tá nos corrompendo, machucando nossos familiar. Que só faz oprimir, estragar, tá ligado? Com opressão, indignação”, [sic] diz o criminoso na primeira parte de seu áudio.

Na sequência, então, ele encadeia o raciocínio indicando quais seriam os candidatos beneficiantes ao seu projeto.

“Vamos dar um voto de crédito. Vamos que vamo que esse povo merece. Doutora Isabel, aí, Doutor Vivaldo aí. Fátima na cabeça” [sic], conclama Colorau.

Ele ainda diz que os bandidos também sabem escolher seus governantes. “Vamos mostrar que nosso povo também sabe escolher nossos governantes. Que esse governante aí é frajuto, imundo e opressor Vamos lá, dá oportunidade a esse povo aí para ver se muda, [sic] critica o condenado.

Outro lado

Vivaldo Costa não foi localizado em seu contato telefônico até a publicação desta matéria. Não conseguimos canais de contato com Isabel Medeiros.

Como fez na terça, o blog voltou a procurar  a campanha de Fátima Bezerra sobre o novo episódio. Até a publicação desta reportagem não vou retorno. Na quarta, ela emitiu uma nota repudiando o uso do episódio pelo governador Robinson Faria. O texto segue abaixo.

O Ministério Público do Estado e o Ministério Público Eleitoral foram provocados para tomar medidas sobre o assunto.

O espaço do blog está aberto aos mencionados nesta reportagem.

Nota de Fátima:

Causa repulsa o abuso, por parte do Governador do Estado do Rio Grande do Norte, do espaço democrático concedido por este veículo de comunicação para a apresentação de propostas, para disseminar disseminar, como se fosse verdade, mentiras que povoam a parte mais escura das redes sociais, comumente chamadas “Fake News”.

O Sr Robinson Faria, sem nenhum respeito à InterTV e à população do Estado, como é do seu costume, difundiu, sem fazer nenhuma ressalva de que são informações repassadas anonimamente  e sem nenhuma comprovação, pois inverídicas, que a candidatura de Fátima Bezerra seria apoiada por organização criminosa. Não satisfeito, ostentou ser temido pela mesma facção criminosa, com o nítido intuito de – violando a lei – difamar a candidata Fátima Bezerra e colher para si frutos eleitorais. Tudo com base em uma falsidade.

É preciso esclarecer que a afirmação do Governador e candidato a reeleição, além de mendaz e oportunista, é indigna do louvável esforço da InterTV em possibilitar ao eleitor o conhecimento das propostas de campanha dos que disputam o mais alto cargo executivo do Rio Grande do Norte.

A Assessoria Jurídica da candidata Fátima Bezerra informa que tomará providenciais judiciais contra o Sr. Robinson Faria na seara adequada e faz questão de ressaltar que repudia o uso de “Fake News”, tema que, inclusive, é objeto de grande campanha de combate pela Justiça Eleitoral.

Por isso, reafirma o compromisso que todas as candidaturas assumiram perante o TRE/RN – quebrado pelo Sr. Robinson Faria – de fazer uma campanha propositiva e livre de mentira, esse nocivo expediente atentatório à democracia, à inteligência e à dignidade do eleitor.

Assessoria Jurídica da
Candidata Fátima Bezerra