Executivo é demitido ao defender que mulher deveria fazer sexo e não “dar opinião”

824

O executivo Milton Vavas, da empresa Promarc, industrial, foi demitido ao tuitar: “saudade do tempo que mulher dava buceta e não opinião”. A companhia que o contratava informou por email que o demitiu.

DCM