Inteligência Artificial da Uber identificará passageiros bêbados que pedirem carros

UOL

16

A Uber quer utilizar inteligência artificial para saber se você está bêbado quando pede um carro para voltar para casa. A novidade foi revelada a partir de um pedido de patente encontrado pela “CNN” na última quinta-feira (7).

O texto da patente não cita o termo “bêbado” diretamente, porém busca identificar se o usuário está em um “estado normal ou anormal” e treinar o computador a realizar previsões de qual a situação da pessoa que pedir o carro.

O sistema analisará a precisão e velocidade de informações digitadas no app, além do comportamento na interação com o programa, do ângulo do celular ou mesmo a velocidade em que a pessoa andava enquanto pedia o carro. Tudo isso será processado para determinar se a pessoa que solicitou a corrida está alterada ou não.

Outros dados, como a hora que o carro foi chamado ou o local em que o passageiro estava, também influenciarão. Afinal, se alguém em São Paulo pedir um Uber às 2 horas da manhã de um sábado na Vila Madalena, bairro famoso por seus bares, a chance desse indivíduo estar alcoolizado é maior do que um usuário que solicitar um carro na Avenida Paulista às 18 horas de quarta-feira.

A partir da predição se o usuário está ou não bêbado, o aplicativo pode até bloquear o passageiro a uma corrida, em especial aquelas compartilhadas com outras pessoas, no formato Uber Pool.

Tal decisão deve agradar aos motoristas que já tiveram que lidar com clientes problemáticos, assim como outros passageiros que compartilharam corridas com pessoas alteradas e viveram experiências ruins.