Magnata Jeffrey Epstein, preso por abusar de menores, se suicida na prisão

8

O bilionário americano Jeffrey Epstein, acusado de abuso sexual de menores, cometeu suicídio na prisão, informou a mídia norte-americana neste sábado.

Seu corpo foi encontrado na manhã deste sábado, segundo o jornal The New York Times e outros meios de comunicação.

En julho, o magnata já havia sido encontrado inconsciente e em posição fetal em sua cela. As autoridades então trataram o incidente como possível tentativa de suicídio.

Epstein foi levado em 6 de julho para a prisão de segurança máxima Manhattan MCC, a mesmo onde o ex-traficante de drogas Joaquín “Chapo” Guzmán passou dois anos e meio preso.

Epstein era acusado de tráfico sexual de menores e de conspiração criminosa para traficar menores para explorá-los sexualmente, duas acusações passíveis de punição com um total de 45 anos de prisão.

Segundo a ata de acusação, ele teria levado menores de idade, algumas delas com apenas 14 anos, para suas residências em Manhattan e em Palm Beach, na Flórida, entre 2002 e 2005 pelo menos, “para participar de atos sexuais com ele, depois dos quais lhes dava centenas de dólares em dinheiro”.

“Também pagava algumas de suas vítimas para recrutarem mais meninas para serem abusadas”, apontou a acusação.

AFP/Exame

A Pointe Celular dispõe de um técnico especializado e certificado com selo ASTEC-RN, capacitado para sempre solucionar todos os problemas dos nossos clientes!
Entre em contato: (84) 9.8146-4720