Cisternas de Placas é a Salvação do Semi-árido Nordestino

Cisternas beneficiam 2,4 milhões de pessoas no Semiárido  

Cisternas beneficiam 2,4 milhões de pessoas no Semiárido

Na região do Semiárido brasileiro, 480 mil famílias conseguem fugir da seca por meio da coleta de água de cisternas para o consumo, que beneficiam 2,4 milhões de pessoas. A ação é resultado de um trabalho da Articulação do Semiárido no Brasil (ASA) – que reúne cerca de mil entidades da sociedade civil – apoiado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) desde 2003. O projeto considera o acesso à água recurso fundamental para a segurança alimentar, o aumento da quantidade de alimentos produzidos pelas famílias e a diversificação de processos produtivos locais. Das cisternas construídas, 340 mil foram apoiadas diretamente pelo MDS, beneficiando 1,7 milhão de pessoas. Além disso, já foram implantadas com o apoio do ministério 7.433 cisternas para produção de alimentos e 43 nas escolas. A meta para 2011 é construir mais de 100 mil cisternas.

Nos primeiros anos, foi priorizado o investimento na “primeira água” ou “água de beber”, a água considerada alimento fundamental para a manutenção da vida. Em 2007, o ministério passou a apoiar projetos de “segunda água” ou “água de comer”, nos quais a água da chuva é usada na produção familiar de alimentos para consumo. A partir de 2009, as ações se ampliaram para atender escolas da zona rural do Semiárido, com a chamada “água de educar”, construindo 43 cisternas e fomentando a educação alimentar de professores, estudantes e famílias da comunidade escolar. 
O agricultor Luis Eleutério de Souza, 60 anos, morador da comunidade de Queimadas, em Cumaru, agreste de Pernambuco, há oito anos tem cisterna em casa. Antes do benefício, tinha que acordar às 5h e caminhar até 6km para buscar água em barreiros. “Hoje, ganho esse tempo me dedicando mais à produção”, afirma o morador, que diversificou a produção e aumentou a renda da família. 
Cisternas – A cisterna é construída com placas de cimento, que captam a água das chuvas do telhado e escoam para os reservatórios. As cisternas residenciais têm capacidade para até 16 mil litros de água, o suficiente para uma família de cinco pessoas beber e preparar alimentos. Os reservatórios para “segunda água” atendem à produção familiar, depois que elas já têm a cisterna para água de consumo. São seis tipos de reservatórios: cisterna calçadão, barragem subterrânea, tanque de pedra ou caldeirão, barraginha, cisterna enxurrada e bomba d’água popular (BAP). As cisternas nas escolas têm capacidade para 32 mil litros de água potável; as de produção, para irrigação de hortas escolares, comportam 50 mil litros.

Materia da pagina da CONTAG

TRABALHADORAS RURAIS RETOMAM DIÁLOGO COM SECRETARIA DE POLÍTICA PARA MULHERES
22/03/2011


Após o primeiro encontro das trabalhadoras rurais com a presidenta Dilma Rousseff, a Secretaria de Mulheres da Contag continua com o processo de articulação e aproximação com os órgãos do Governo Federal. Tanto que nesta segunda-feira (21), secretaria e assessoria se reuniram com a ministra da Secretaria Especial de Política para Mulheres (SPM), Iriny Lopes, para tratar primordialmente de questões sobre a Marcha das Margaridas, que acontece em agosto de 2011.
“A intenção desse primeiro diálogo é fortalecer o espaço de articulação de políticas públicas para as mulheres, que foi conquistado por nós mesmas”, iniciou a secretária da Contag, Carmen Foro. Segundo ela, a negociação com a SPM também fortalece o espaço democrático. “A nossa pauta política está voltada para a agenda da marcha”, disse após relembrar como acontecem os processos de articulação, negociação e mobilização.
A Contag apresentou a plataforma política da Marcha que envolve sete eixos: biodiversidade e democratização dos recursos naturais – bens comuns; terra, água e  agroecologia; soberania e segurança alimentar e nutricional; autonomia econômica, trabalho, emprego e renda; saúde pública e direitos reprodutivos; educação não sexista, sexualidade e violência; democracia, poder e participação política.
A ministra Iriny Lopes, ouviu atentamente todas as colocações de Carmen Foro, e mostrou-se disposta a colaborar no que for de competência do governo. Também participaram da reunião compondo a assessoria da SPM, a diretora de programas , Luciana Mandelli, e secretária de enfretamento à violência, Aparecida Gonçalves e a assessora especial da ministra, Tatau Godinho.
“O governo de uma mulher presidenta gera expectativas, e nós vamos trabalhar para que essas expectativas se transformem em ações concretas”, disse  Iriny Lopes, que de logo de início anunciou que a Marcha já está na agenda da SPM. A ministra também afirmou que vai dar uma maior dimensão aos programas já existentes, como o de enfrentamento à violência.
Tal fato vem de encontro a uma preocupação já levantada pela Secretaria de Mulheres da Contag, em outras reuniões com a SPM: a dificuldade que as políticas públicas têm de chegar até o meio rural. A ministra se comprometeu a manter um olhar atento para essa questão.
A secretária de Jovens da Contag, Elenice Anastácio, também participou da reunião e relatou à ministra o alto índice de mulheres jovens rurais que estão deixando o campo por falta de condições para permanecer. “Elas buscam estudo que não têm no campo, por não terem autonomia de produção e renda. Muitas também fogem da violência praticada pelos próprios pais”, ralatou a dirigente, que ao finalizar a sua fala reividincou o debate sobre a sucessão rural com um recorte especial para as jovens mulheres rurais.
Finalizando a conversa, Carmen Foro relembrou que embora a Marcha das Margaridas seja organizada pela Contag, ao longo das edições aglomerou uma série de entidades parceiras que hoje são fundamentais para o sucesso da mobilização. A secretária citou todas elas. “A vinda das milhares de mulheres aqui em agosto não é o final da mobilização, é apenas uma parte do processo. Estamos constantemente em marcha para que todas as políticas do governo deem conta de olhar a questão de gênero no Brasil”, considerou.
Além do diálogo sobre a Marcha, a sindicalista levantou algumas pautas que requerem atenção desde já, como a criação seis mil de creches, anunciado no discurso de posse da presidenta Dilma Rousseff. Carmen Foro também cobrou que as Diretrizes e Ações de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres do Campo e da Floresta, instituída por meio da Portaria Nº 85/2010, saia do papel.
Ficou encaminhado que a secretaria de Mulheres da Contag vai continuar trabalhando na pauta de reivindicações e a SPM também vai tocar em frente as ações que estão na agenda do ministério, além de amadurecer a proposta de criação de um grupo interministerial para tratar dos assuntos das mulheres. A próxima reunião entre as partes foi marcada para o final de maio, logo após a realização do Grito da Terra Brasil.
Fonte: Agência Contag de Notícias – Suzana Campos

Charge de Sinfrõnio no Diario do Nordeste Ceara, alterada por Cobra


Aqui na Quebrada esta quase assim por outro motivo Zé 

Adesão dos Vereadores da Cidade dos Quebra Molas

INFORMATIVO O COBRA -2011
22/03/2011. Adesão. Informações de um Besouro bem postado na ala Política da Prefeita nos Informa com segurança que os Vereadores Raimundo Welliton e Alexandre, aderiram para o grupo Político liderado pela Prefeita atual da Quebrada Velha de Guerra, a Cidade dos Quebra Molas. Bom, isto já era de se esperar e tinha fumaça no ar que indicavam tal atitude dos Edis, fazer ou ser Oposição precisa ter gás para suporta as tentações. Fazer o que moçada é engolir mais esta calados OK                                               

Segurança Pública no Alto Oeste do RN

INFORMATIVO O COBRA -2011
22/03/2011. Segurança Pública no Alto Oeste do Oriente Médio/RN. Esta ficando complicado esta onda de furto de Carros no Centro de Pau dos Ferros Rio Grande do Norte, o que será que esta faltando, será que falta prevenção ao crime organizado, olha já se vão 02(Duas) D20 e mais este Carro, todos Furtado do Centro da Principal Cidade do Alto Oeste, não seria hora de pegar mais forme e fazer umas Blitz na base do pega pra valer sem perdão. Os carros foram surrupiados do centro da Cidade e isto deixa a desejar. Não é o caso de intervir no direito de ir vir do Cidadão como diz na Constituição Federal de 1988, mais que é preciso pegar pra valer com investigações sigilosas e por quem tem um QI muito apurado. As estradas vicinais precisam ser vigiadas dia e noite com bons espiões, a meu ver é pelas estradas vicinais do Alto Oeste e fronteira com a Paraíba e Ceara que andam os amigos do alheio. As BR são perigosas, mais as estradas vicinais são mais perigosas. Fica a nossa preocupação com a onda de violência na Região. OK                                      

Plantão no posto de saúde da Cidade dos Quebra Molas

INFORMATIVO O COBRA -2011
22/03/2011. Plantão no Posto de Saúde da Cidade dos Quebra Molas. A Informação é de que tem Medico todo dia mais a demanda de Consulta também é numerosa é tanta gente que logo sedo esgota o Numero de Ficha para atendimento. Esta avalanche de gente para consultar sempre teve fora as corridas de Ambulância para Pau dos Ferros, é a mesma rotina de sempre. Fazer o que                       

Plantão Policial na Quebrada Velha de Guerra

INFORMATIVO O COBRA -2011
22/03/2011. Plantão Policial na Cidade dos Quebra Molas parece tranqüilo. Não soubemos de arruaça ou briga de Cachaceiros de Plantão, os Motoqueiros barulhentos estão menos graças ao trabalho bem feito do Comandante e Policiais de Platão na Quebrada Velha de Guerra. Mais Informação o Comandante nos mande por E-mail. OK                  

Materia do Jornal o Mossoroense – RN


Municípios potiguares podem ficar sem recursos para gestão do Bolsa Família

Apenas 33% dos municípios prestaram contas ao Conselho de Assistência Social sobre o uso dos recursos do Índice de Gestão Descentralizada Municipal (IGD-M) até 17 de março.
Os 61% restantes têm prazo até 31 de março para apresentar contas em relação ao montante aplicado em 2009, sob pena de perder o dinheiro deste ano a partir de abril.
Das 5.565 cidades, 1.852 prestaram contas, mas somente 701 foram aprovadas pelos conselhos até 17 de março.
No Rio Grande do Norte apenas 21 cidades conseguiram aprovação das contas até o momento, e pelo menos 105 cidades ainda não encaminham os relatórios.  
A prestação e aprovação de contas pelo Conselho Municipal de Assistência Social são obrigatórias para as prefeituras receberem o repasse do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) em 2011.
O montante mensal, que se aproxima de R$ 24 milhões, é destinado às ações administrativas do Programa Bolsa Família. Essa determinação, prevista na Portaria nº 754, começa a valer para a prestação de contas do exercício de 2009.
O prazo, tanto para a apresentação de contas de 2009 no aplicativo do Suasweb, quanto para a aprovação total pelo conselho, termina no dia 31 de março. Se o conselho não apreciar as contas, ou aprová-las parcialmente, o município ficará impedido de receber o IGD-M e só voltará a receber o recurso quando o problema for resolvido.

Caberá ao gestor do Fundo Municipal de Assistência Social registrar a apresentação de contas no sistema informatizado do MDS e ao conselho indicar a sua aprovação. Por esse motivo, o ministério orienta que ações de planejamento e de comprovação de gastos do IGD-M sejam realizadas de maneira articulada e integrada entre os gestores do Bolsa Família, do fundo e com a participação da instância de controle social do programa e do Conselho Municipal de Assistência Social. A prestação de contas é anual e os gestores precisam ficar atentos ao prazo para o exercício de 2010.

Charge do Jornal o Mossoroense – RN, alterada por Cobra

O Gringo doido pra Chupar mais riquezas do Brasil, veio aqui só por conta de tal de Pré Sal 
  
Ou será que veio mesmo a busca de outros Negocio mais, de qualquer forma é bom ter cuidado neles OK Veia ?  

Materia do Jornal Diario do Nordeste – Ceara


Faltará água em 55% das cidades do País em 2015

Levantamento mostra que são necessários, pelo menos, R$ 22,2 bilhões de investimento para evitar colapso total
Brasília. Mais da metade dos municípios brasileiros (55% do total) terá déficit de abastecimento de água em 2015. Um levantamento feito pela Agencia Nacional de Águas (ANA) mostra que são necessários investimentos de R$ 22,2 bilhões para evitar o risco de um colapso total até 2025.
O Nordeste é a região que mais demandará investimentos em captação de água, já que tem as menores reservas: R$ 9,1 bilhões. Atualmente, cerca de 16% das cidades do país possuem algum problema no fornecimento de recursos hídricos.
Para tratar também os esgotos que são jogados novamente nos rios, o que inviabiliza que as águas sejam reutilizadas para o consumo, serão necessários cerca de R$ 70 bilhões.
Os dados fazem parte do Atlas de Abastecimento Urbano de Água, um mapeamento completo de todos os 5.565 municípios brasileiros, capitaneado pela agência das águas em parceria com instituições federais, estaduais e municipais.
Distribuição
O estudo mostra que o Brasil é um dos países mais ricos em recursos hídricos do planeta, mas o grande desafio do ponto de vista do abastecimento de água consiste no fato da população estar concentrada justamente nas regiões em que a oferta de água é mais desfavorável.
A região amazônica concentra 81% da disponibilidade hídrica do país, mas as regiões com maior densidade populacional, como o Sudeste e o Nordeste, são abastecidas diretamente pela Bacia do Atlântico, que possui apenas 3% das reservas hídricas nacionais.
“Caso não sejam feitos os investimentos, haverá risco de interrupção temporária no abastecimento cada vez mais frequentes. Manobras como rodízio no fornecimento para os consumidores poderão ser cada vez mais utilizadas. Mas não há risco para pânico”, afirma Ney Maranhão, superintendente de Planejamento de Recursos Hídricos da ANA.
O Sudeste, que concentra a maior parte da população brasileira, precisa de maiores investimentos no tratamento de afluentes. Os Estados de São
Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais necessitam de investimentos de R$ 7,4 bilhões em captação de novas fontes de abastecimento. “O grande desafio dos centros urbanos é buscar novos mananciais que estão cada vez mais distantes. É o caso de cidades como São Paulo, Curitiba, Goiânia, Distrito Federal e Fortaleza, por exemplo”, afirma Ney Maranhão.
A abundância de água no País – o Brasil detém, hoje, 12% da água doce do planeta – acaba por mascarar uma situação grave. O estudo da ANA confirma as disparidades brasileiras e mostra que, embora o país tenha água, é preciso levá-la a todos. Segundo dados do IBGE, o abastecimento de água não chega a 21,5% das casas brasileiras ou 12,4 milhões de residências. “O País tem água, os mananciais estão identificados. Só 16% não dão conta do recado. É preciso explorar as potencialidades do País”, afirma a ANA.
Capacidade
A capacidade total dos sistemas produtores instalados e em operação no país é de cerca de 587 m3/s. O valor está bem próximo das demandas máximas atuais (em torno de 543 m3/s), o que significa que grande parte das unidades já está no limite da capacidade operacional. Para 2025, a demanda está prevista em 630 m3/s.
O Atlas Brasil indica que o Sudeste detém 51% da capacidade instalada de produção de água do País. Em seguida, vêm Nordeste (21%), Sul (15%), Norte (7%) e Centro-Oeste (6%). A maior parcela dos investimentos (R$ 16,5 bilhões ou 74% do montante) deve ir para 2.076 municípios do Sudeste e Nordeste, devido aos aglomerados urbanos e ao semiárido.

CONTAG É NOTICIA AQUI NO BLOG DO COBRA

CONTAG INTENSIFICA REALIZAÇÃO DE ENCONTROS REGIONAIS

A Secretaria Nacional da Terceira Idade da Contag está intensificando em todo o País a realização dos encontros regionais direcionados às pessoas idosas. Na semana passada, foram realizados dois no estado da Bahia.
Nos dias 16 e 17, aconteceu no município de Ribeira do Pombal, com quase 200 idosos e idosas da região. Os temas em debate foram o Estatuto do Idoso, o transporte público, o crédito consignado e os direitos garantidos a esse público.
Já o momento de entretenimento contou com a premiação do idoso mais velho no evento, um senhor com 99 anos. Além disso, uma idosa foi escolhida para ter um dia de princesa. Ela foi ao salão de beleza e voltou para mostrar a transformação aos participantes do encontro.
Segundo o secretário nacional da Terceira Idade, Natalino Cassaro, a reunião foi bastante animada e com boas discussões. “Pude reparar que um dos grandes problemas enfrentados pelas pessoas idosas daqui é o crédito consignado. Fiquei impressionado com a quantidade de agências de empréstimos nessa cidade”, relata o dirigente.
Já no dia 18, foi realizada reunião em Juazeiro, com a participação de cerca de 130 pessoas da terceira idade. Foram abordadas as mesmas questões do encontro anterior.
Próxima agenda – Nessa semana, de 21 a 25 de março, serão realizados dois encontros em Minas Gerais: de 22 a 23 em Montes Claros e de 24 a 25 no pólo de Belo Horizonte. Esses encontros regionais são promovidos através de parceria entre a Contag e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), com o apoio das Fetags.
Fonte: Agência Contag de Notícias – Verônica Tozzi

Charge de Sinfrõnio no Diario do Nordeste Ceara, alterada por Cobra


Eu vou chegar Veio, nem que seja manipulando resultados do ? 

Blog Nossoparana

SEGUNDA-FEIRA, 21 DE MARÇO DE 2011

Tribunal de Justiça do RN mantém prisão de juiz que atirou em via pública

Na manhã de hoje (21), o Pleno do Tribunal de Justiça reuniu a Corte em sessão extraordinária de caráter reservado para definir as medidas a serem adotadas em relação à custódia do magistrado Franki Fernandes Coriolano, detido na cidade de Luis Gomes, no dia 17 de março, por disparar arma de fogo em via pública sob estado de embriaguez.

A Corte decidiu pela homologação da prisão preventiva do magistrado e deferiu o pedido para tratamento psiquiátrico na Casa de Saúde Natal (Hospital Psiquiátrico Dr. Severino Lopes), assim como a instauração do inquérito judicial a ser distribuído no Tribunal de Justiça e de processo administrativo disciplinar, cujo relator sorteado foi o desembargador Amaury Moura Sobrinho.
*DN online/TJRN

Pagina do Governo Federal

Prevenção e tratamento do câncer em mulheres terá R$ 4,5 bi até 2014

Ações de Fortalecimento da Rede de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer serão lançadas pelo governo federal nesta terça-feira (22). As medidas estão inseridas nos programas nacionais de controle dos dois tipos que mais atingem as mulheres: o câncer de mama e o do colo do útero. O investimento do Ministério da Saúde chega a R$ 4,5 bilhões. O objetivo é garantir a ampliação da oferta e da qualidade das ações de saúde para a melhoria do rastreamento do câncer de colo do útero, a detecção precoce do câncer de mama e o tratamento dos casos identificados. Os recursos estão previstos na Política Nacional de Atenção Oncológica e serão aplicados, até 2014, no fortalecimento da atenção primária e da rede ambulatorial e hospitalar do Sistema Único de Saúde (SUS), como também em ações de informação à sociedade.
Estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca) aponta que, este ano, o País terá aproximadamente 18,5 mil novos casos de câncer de colo do útero e 49,2 mil de câncer de mama.
O câncer de colo do útero é o segundo tumor mais frequente nas mulheres (com estimativa de 18.430 novos casos este ano). Em 2008, último ano de mortalidade consolidada no Sistema Nacional de Informação sobre Mortalidade, 4.873 mulheres morreram em decorrência deste tipo de câncer.
Em relação ao câncer de mama, é o mais frequente entre as mulheres (com 49.240 casos novos estimados para este ano) e representa a primeira causa de mortalidade por câncer entre a população feminina brasileira. Em 2008, foi responsável por 11.813 dos óbitos. 

Segura lar João Plenário

INFORMATIVO O COBRA -2011
21/03/2011. Informações Extras Oficial e Buchichos de Rua dão conta que o Vereador Raimundo Welliton Costa, esta com a situação/Prefeita. O assunto vem ganhando espaços nas Calçadas da Quebrada e onde tem Fumaça tem Fogo já disse o matuto velho. Bom, vamos saber mais sobre os Fatos e voltaremos com outras Informações. Segura lar João Plenário               

Plantão Policial na Quebrada Velha de Guerra

INFORMATIVO O COBRA -2011
21/03/2011. Plantão Policial Hoje. Não soubemos de alterações ou arruaça na Quebrada Velha de Guerra, Parece normal depois da ressaca de ontem a Noite. Estamos com você Comandante, haja disciplina em quem não tem, ate aprenderem viver uma Política de boa Vizinhança. Cuidado Zé Mane         

Plantão no posto de saúde hoje 21/03/2011

INFORMATIVO O COBRA -2011
21/03/2011. Plantão Medico do Posto de Saúde da Quebrada Velha de Guerra. As informações é que tinha Medico mais o numero de gente para atender era bem volumoso e um Profissional seja ele quem for não pode fazer um bom trabalho com tanta demanda assim e quem tem juízo sabe disto. Medicamento. Informaram também que tem bastante Remédio o essencial o básico na farmácia do Posto. As ambulâncias estão rodando e o Plantão normal. OK    

Sobre o Fator Previdenciário do Pais, vejam o culpado de tudo

INFORMATIVO O COBRA -2011
21/03/2011.   Sobre o Fator Previdenciário
   Pascoal Carneiro – Secrecretario da CTB
O Fator Previdenciário foi criado 26 de Novembro de 1999 pela Lei 9.876/99  no Governo de FHC, como uma alternativa de controle dos gastos da Previdência Social sob alegação de déficit nas contas – nunca foi provado a existência de tal déficit. Esse coeficiente foi criado para prejudicar ainda mais nossa aposentadoria: o mesmo tem relação direta com a idade do segurado e o tempo de contribuição mais a expectativa de sobrevida no momento de aposentadoria.
Na verdade o Fator Previdenciário foi criado com a finalidade de reduzir o valor dos benefícios previdenciários no momento de sua concessão, de uma forma muito ruim para o trabalhador, inversamente proporcional à idade de aposentadoria do segurado. Quanto menor a idade de aposentadoria, maior o redutor e conseqüentemente, menor o valor do benefício.
São três os elementos principais que influenciam para menor no cálculo do valor do benefício por meio do Fator Previdenciário:
I.        Tempo de Contribuição: o tempo de contribuição influi diretamente no resultado do Fator que é aplicado para o cálculo do benefício, ou seja, quanto maior o tempo de contribuição, menor o redutor aplicado e quanto menor o tempo de contribuição, maior o redutor;
II.        Expectativa de sobrevida: a expectativa de sobrevida também influencia na redução do valor do benefício na medida em que o beneficiário apresenta uma expectativa de vida maior, ou seja, quanto maior a expectativa de vida do segurado, menor o valor do benefício.
III.        Idade do segurado na data de sua aposentadoria: quanto menor a idade do segurado, maior será o tempo de sobre vida e menor o valor do beneficio.
O fator previdenciário é calculado considerando-se a idade, a expectativa de sobrevida e o tempo de contribuição do segurado ao requerer aposentadoria.A expectativa de vida, é obtida a partir da tabela completa de mortalidade construída pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), para toda a população brasileira, considerando-se a média nacional única para ambos os sexos.
Tanto a idade quanto a expectativa de vida são homogêneos e uniformes para todos e todas, independentemente de quanto tenha contribuído durante o tempo de trabalho e vida, como se todos tivesse um tempo determinado para morrer, ou seja,  independentemente das condições de vida de região se trabalhou em condições insalubre, não importa: as condições de vida e tempo são iguais para todos, o que ao meu ver isso é inconstitucional.
Na aposentadoria por idade é facultativo poder ou não ser aplicado a famigerado fator previdenciário, antes de conceder a aposentadoria por idade, o INSS tem a obrigação de informar ao segurado o que é mais vantajoso, com ou sem o fator de redução, e será concedido o beneficio pelo maior valor.
Porém no período de 1999 a 2004, o INSS aplicou o fator previdenciário para todas as aposentadorias por idade, essas pessoas estão até hoje com o valor do beneficio defasado, esperando por decisão judicial.
Só para se ter idéia do absurdo que é aplicação deste redutor,  fiz essa pequena amostra de cálculo. Uma mulher de 48 anos de idade e 30 de contribuição, que tem média salarial de R$ 1000,00 hoje está sujeita ao fator de 0,5614, que é multiplicado pelo salário. Assim, o benefício dela seria de R$ 565,10. Uma perda de quase metade do salário. Sem o fator, ela ficaria com o benefício integral: R$ 1 mil. Um homem de 55 anos e 35 de contribuição que hoje ganha o teto (R$ 3.689,66), por exemplo, sofreria a ação do fator 0,7198. Sua aposentadoria seria de R$ 2.495,84. Sem fator, ele fica com o teto de R$ 3.689,60
Segundo a ANFIP (Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil) 68% dos benefícios emitidos são de até 1 salário mínimo, 13% estão na faixa entre  1 a 2 salários mínimos, 13% entre 2 a 4  e apenas 6% estão acima de 4 salários mínimos.
Pelos dados do próprio Ministério da Previdência não existe déficit, ao contrario, existe superávit se considera todas as fontes de custeio da Previdência, como CONFINS, PIS e outras. A extinção do Fator Previdenciário é uma necessidade urgente e é apenas uma pequena correção das varias injustiça cometida contra os trabalhadores.
Em 30 de Novembro de 2010 o Juiz, Marcus Orione Gonçalves Correia, da Justiça Federal de São Paulo, considerou inconstitucional o Fator Previdenciário, em sentença proferida na ação movida por segurado contra o INSS, o juiz afirma que o raciocínio do fator previdenciário é “falacioso”, porque só é possível obter o benefício a partir da utilização de elementos não permitidos pela Constituição. Ele ainda questionou a justificativa para se manter o fator a pretexto do equilíbrio atuarial e chamou o redutor de “retrocesso social”.
“É inadmissível, por exemplo, considerar-se que estes elementos possam ser dimensionados da mesma forma se considerarmos um benefício postulado por um segurado de São Paulo e por outro no sertão do Nordeste. Logo sem considerar estas peculiaridades, o fator previdenciário atinge frontalmente o princípio da igualdade, insculpido no art. 5º, “caput”, da Constituição Federal de 1988”
O fator previdenciário precisa ser extinto. Mas para que sua revogação seja uma vitória real dos trabalhadores, é preciso barrar desde logo outras propostas de conteúdo muito parecido, como idade mínima, tempo de contribuição maior para quem ingressar agora no sistema, desoneração da folha de pagamento.  Não se pode, a pretexto de evitar que o trabalhador sofra perdas na aposentadoria, proibi-lo de se aposentar, porque isso é o que esta acontecendo.
O governo sinaliza com propostas velhas e rejeitadas pelos trabalhadores:  Vincular o fim do fator previdenciário à idade mínima, ou seja, para se aposentar o trabalhador tem que comprovar tempo de contribuição com a idade, o chamado fator  85-95. Ele leva em consideração a soma da idade com que o trabalhador se aposenta e o tempo de contribuição. Esses dois elementos somados precisam chegar a 85 para mulher e 95 para homem se o trabalhador quiser alcançar o benefício integral.
Já para os empresários o governo sinaliza com a desoneração da folha de pagamento avaliada pelo governo e prevê um alívio tributário em favor dos empresários na ordem de R$50 bilhões ao longo dos próximos três  anos. O benefício – um dos principais pleitos do capital, começaria agora em 2011, com a redução de dois pontos percentuais no recolhimento para o INSS, hoje em 20%, e a extinção imediata de dois tributos, o salário-educação (2,5%) e o adicional de 0,2% a favor do INCRA. Nos anos seguintes, a contribuição patronal para a Previdência que hoje ê de 20% cairia para 14%..
A lógica do governo é tudo para o capital e nada para o trabalhador, porque ao mesmo tempo que alega  déficit na previdência  para não tender as reivindicação dos trabalhadores, tem dinheiro sobrado para atender os pleitos dos empresários.

Resultado da Enquete sobre os Vereadores

INFORMATIVO O COBRA -2011
21/03/2011. Enquete. O Blog fez uma Enquete por um período de 7 dias sobre os Vereadores do nosso Município, onde se fez à seguinte pergunta. O que vocês acham da atuação dos Vereadores em nosso Município e foram dadas as seguintes opções de Voto. BOA, REGULAR, RUIM, PESSIMA E NÃO SOUBE OPINAR. Resultado da Enquete: Boa, nem um voto, 0%. Regular: 05 votos – 16%. Ruim: 08 Votos – 25%. Péssima: 17 Votos, 54%. Não soube opinar -1 voto, 3%. Total de votantes 31. Pelo visto a População não esta contente com a Atuação dos Vereadores e na verdade os Edis não andam com uma boa media junto a População, se faz necessário novas opções para se votar e os Jovens precisam acorda para realidade política da Quebrada Velha de Guerra e não Eleger os de sempre. Precisa-se de mudanças urgente no quadro do Legislativo de São Francisco do Oeste. Fica o recado                   

Plantão Policial na Quebrada Velha de Guerra

INFORMATIVO O COBRA -2011
21/03/2011. Plantão Policial na Quebrada Velha de Guerra de Ontem 20/03/2011 ate hoje pela manha de 21/03/2011, Ocorrências realizadas. Quatro motos apreendidas para regularização, pois as mesmas estavam com os canos (descarga) estourados ou em situação irregular, causando poluição sonora na cidade.
Foi preso e autuado em flagrante a pessoa de Jose Welligton Barbosa, 25 anos de idade, residente em Fortaleza/CE, por estar conduzindo sua motocicleta em estado de embriaguez alcoólica gerando perigo de dano.
Foi detido o apenado conhecido por “Cesar Rufino”, condenado pelo crime de latrocínio cometido no ano de 2000 aqui no município, o mesmo se encontra atualmente no regime aberto, ou seja, só pode sair de casa para trabalhar durante o dia, e a partir das 18h tem que se recolher a sua residência, mas o mesmo foi flagrado e reconhecido pela polícia quando trafegava pela BR 405, nas proximidades do Cachimbo Aceso, por volta das 23:40h de ontem, na companhia de José Welligton (autuado em flagrante por embriaguez ao volante) após a abordagem o Cabo Rosano executou voz de prisão e o conduziu ambos para a delegacia local, onde o mesmo se encontram presos à disposição da Justiça. É bom andar direitinho Rapaziada e não brinca com coisa seria OK