Para Coronel Azevedo, ingratidão e agressão configuram o “Governo do Nada”

O deputado estadual Coronel Azevedo (PSC) criticou o que considera agressão e irresponsabilidade da governadora Fátima Bezerra pela forma como se referiu ao presidente da República Jair Bolsonaro. A governadora, em documento escrito, atribuiu decisões do presidente a “desvio mental e de caráter” em referência à ação judicial contra as medidas restritivas adotadas para frear a pandemia do novo coronavírus.

Para ele, o ataque gratuito de Fátima Bezerra é “próprio do governo do nada”. “No RN não tem um só investimento próprio do governo do estado. Nada nas estradas esburacadas, nada na educação, que tem o pior ensino remoto do Brasil, segundo a Fundação Getúlio Vargas. A saúde é um desmantelo com as unidades desassistidas mesmo com os recursos repassados pelo governo federal. E o que seria da segurança pública se não fossem os investimentos, equipamentos enviados pelo governo federal”, comentou.

Coronel Azevedo classificou como “lamentável” a atitude de Fátima [Bezerra]. Segundo o parlamentar, ela deveria agradecer a quem, de fato, governa o Rio Grande do Norte. “O governador do RN se chama [Jair] Bolsonaro. Fátima, seu governo é do nada”, declarou.