PMN vai com Carlos Eduardo

Por Allan Darlyson - Veja também: Mineiro se envolve em confusão por tempo de fala na convenção petista

34

Recebemos a informação de que o PMN, que integraria o G8, desistiu de se juntar ao grupo para compor a chapa de Carlos Eduardo.

Mineiro chateado

Há notícias de que o deputado estadual Fernando Mineiro protagonizou uma confusão durante a convenção petista no último sábado, no América. Conta-se que ele não gostou da contagem do tempo que teve para seu discurso e desceu do palanque para tomar satisfação com o militante encarregado de cronometrar as falas. Relatos dizem que Mineiro proferiu impropérios indignado por ter seu tempo de fala reduzido.

Palanque de peso

O palanque do governador Robinson Faria vem pesado para as eleições deste ano. Peso esse que pode ser positivo ou negativo. A situação do governador hoje é similar a de Henrique em 2014: muitos apoios, mas alta rejeição popular. Vamos ver o que vai prevalecer. Houve um tempo em que a candidatura de Robinson à reeleição parecia ser inviável. Agora é pagar pra ver.

Super coligação

Com a chegada do deputado federal Rafael Motta (PSB), uma super coligação foi formada para deputado federal no time do governador Robinson Faria (PSD). O grupo conta com Rafael, Fábio Faria (PSD), João Maia (PR), Carla Dickson (PROS), Abraão Lincoln e Karla Veruska (Avante). A expectativa do grupo é eleger cinco deputados federais.

Nominata difícil

Já do lado do ex-prefeito Carlos Eduardo (PDT), a nominata tem apenas o senador José Agripino (DEM) e os deputados Walter Alves (MDB) e Beto Rosado (PP). A expectativa é eleger os três. Isso vai depender da votação do PT, que pode fazer um ou continuar sem cadeira na Câmara dos Deputados.