Polícia Civil realiza operação e prende chefe de organização criminosa conhecida como “Cangaceiros”

Policiais civis da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECAP) de Natal, com apoio da Delegacia Especializada de Defesa da Propriedade de Veículos e Cargas (DEPROV), deram cumprimento, na manhã desta sexta-feira (27), a mandados de prisão e de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Criminal da Comarca de São Gonçalo do Amarante e da 10ª Vara Criminal de Natal, contra Maciel Silva de Oliveira, conhecido como “Galeguinho de Maristela”, 25 anos.

Maciel Silva é apontado como autor dos crimes de homicídio, estupro e formação de quadrilha. De acordo com as investigações, ele teria realizado vários assaltos em fazendas no interior do estado, quando agia com violência. Foi constatado também que Maciel Silva foi condenado pela Comarca de Almino Afonso, pela prática do crime de furto e, além disso, ele também respondia por porte ilegal de arma de fogo, resultante de uma prisão em flagrante em Natal.

O suspeito é considerado chefe de uma organização criminosa, conhecida como “Cangaceiros”, especializada em assaltos a fazendas, granjas e sítios. Maciel Silva foi reconhecido na realização dos últimos assaltos. O primeiro, em uma propriedade rural, localizada no município de Taipu, e, o segundo, em uma granja situada em Ceará-Mirim. Na ocasião, um policial civil foi feito de refém, chegando a ser agredido. Os criminosos levaram uma arma e o automóvel da vítima.

Durante o cumprimento dos mandados de prisão, no bairro Pajuçara, na zona norte de Natal, o suspeito iniciou uma troca de tiros com os policiais. No confronto, Maciel Silva foi atingido e, em seguida, levado ao Hospital no Conjunto Santa Catarina, porém não resistiu aos ferimentos.

A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181, ou por meio dos telefones da DECAP: (84) 98135-6174 (WhatsApp) ou 3232-7867.

PORTAL POTIGUAR