Presidente do PSL diz que Bolsonaro decidiu antecipar proposta de 13º para Bolsa Família

25

O presidente do PSL, Gustavo Bebianno, afirmou nesta quarta-feira (10) que a campanha decidiu incluir no programa de governo uma proposta para pagar o 13o salário para beneficiários do programa Bolsa Família.

“Nós não soltaríamos essa notícia agora, soltaríamos mais para frente, mas o capitão decidiu que seria assim. É uma proposta que foi desenhada, costurada e pensada até mesmo pelo general Mourão que é a implementação de um 13o do Bolsa Família.”

O anúncio ocorre depois de o vice de Bolsonaro, general Hamilton Mourão, ter dado declarações controversas sobre o pagamento do 13o salário. Ele disse a uma plateia de empresários que o benefício era uma “jabuticaba”.

Bebianno não detalhou de onde os recursos serão retirados e disse que o pagamento poderá ser feito em duas parcerlas.

“Talvez dividido em duas parcelas, isso ai o Paulo Guedes vai definir na hora certa”, disse.

A proposta de criar um 13o salário para o programa não é novidade em campanhas eleitorais.

Em 2010, o benefício foi proposto pelo tucano José Serra, quando ele disputava a Presidência com Dilma Rousseff (PT).

Em 2014, a dois dias das eleições, a candidata Marina Silva, então filiada ao PSB, também prometeu o mesmo.

Folhapress