Sinalização do local que a carreta pegou fogo teria evitado a tragédia

MH - Vídeo mostra que haviam policiais assistindo a carreta em chamas. Porque não acionaram o Bombeiros, a PRF e sinalizaram o local? Porque o próprio motorista da carreta não sinalizou o local?

39
Acidente que aconteceu na BR 110, entre Mossoró e Upanema, poderia ter sido evitado com um simples ato de sinalizar o local que o caminhão havia sido queimado e estava no meio da pista, alertando os motoristas para desvia-lo e evitar tragédias desta natureza

Após a tragédia que deixou quatro mortos e uma jovem em estado grave na BR 110, trecho entre as cidades de Mossoró e Upanema/RN, surgiram questionamentos do que poderia ter sido feito para evitar ou reduzir as chances de acontecer uma tragédia destas proporções.

Veja como aconteceu

Gol colide com traseira de carreta e deixa quatro mortos e um em estado grave

Para os especialistas em leis de trânsito consultados pelo MOSSORÓ HOJE, a tragédia teria sido evitada se o local do acidente estivesse sinalizado conforme previsto na legislação de trânsito.

E de quem é a responsabilidade de sinalizar o local de acidente? A resposta aparentemente é lógica e simples. O local deveria ter sido sinalizado pelo próprio motorista da carreta.

Em acidentes com veículos com carga inflamável, cabe ao motorista comunicar ao Corpo de Bombeiros com urgência. No caso, qual o motivo o Bombeiro não foi acionado.

Em acidentes desta natureza, é igualmente urgente a Polícia Rodoviária Federal ter sido acionada para adotar as medidas no local da ocorrência, inclusive, uma delas, é sinalizar.

A exemplo do Corpo de Bombeiros, a Polícia Rodoviária Federal também informou que não foi acionada para a ocorrência no incêndio na carreta com 6 mil metros cúbicos de gás natural.

O MOSSORÓ HOJE teve acesso a vídeos mostrando que haviam policiais (possivelmente de Upanema) no local, inclusive com o giroflex ligado, quando a carreta ainda estava em chamas.

Por qual motivo estes policiais não sinalizaram do local e acionaram o Corpo de Bombeiros e a Polícia Rodoviária Federal como forma de evitar tragédias desta natureza?

O vídeo mostra que haviam muitos curiosos e motoristas passando no local. Por qual motivo estes motoristas e curiosos não sinalizaram o local do acidente?

No choque violento do Gol na traseira da carreta morreram:

Everaldo José da Penha, de 40 anos;

Vanderlania Arruda de Lima, de 28 anos;

Valdilene Arruda de Lima, de 36 anos

Antônio Neto, de mais ou menos 7 anos.

Sobrevivente

Wêdja Ysteffane Silva Penha, de 18 anos.

As responsabilidades do acidente serão investigadas em inquérito policial conduzida pelo delegado Antônio Caetano Baumam de Azevedo, de Upanema.

A investigação, nestes casos de acidentes, geralmente começa com a apresentação do motorista para prestar esclarecimento a respeito das circunstâncias.

A investigação deve ser e geralmente é baseada tão somente por laudos produzidos pelo Bombeiros, ITEP e Polícia Rodoviária Federal.

A investigação deve ser concluída em 30 dias e enviada a Justiça com o indiciamento ou não dos suspeitos.

Sinalização do local que a carreta pegou fogo teria evitado a tragédia
A Pointe Celular dispõe de um técnico especializado e certificado com selo ASTEC-RN, capacitado para sempre solucionar todos os problemas dos nossos clientes!
Entre em contato: (84) 9.8146-4720